Featured

8/Ele é/custom

Não tenha medo de perder o que não era para ser. As pessoas certas sempre ficarão.

by setembro 18, 2019

Texto de Wandy Luz

Não tenha medo de perder o que não era para ser. Pessoas vêm e vão, estamos constantemente dizendo adeus para alguns e bem-vindos a outros, esse é o fluxo, e resistir a isso, só gera sofrimento. O fato é que as pessoas certas sempre ficarão.
Se nos permitirmos sentir a vida através de um espírito de positividade e aceitação inteligente, passaremos a aproveitar todos os momentos, sejam eles felizes ou de dificuldade. Eu sei que temos medo e dificuldade em deixar ir. Eu sei que muitas feridas não se cicatrizam tão facilmente, mas direcionar o foco para a dor só aumenta o sofrimento. Felizmente, temos a escolha de nos concentrarmos nas lições por trás de cada ferida. E se fizermos isso, estaremos sempre aprendendo, crescendo e evoluindo. Nossos maiores inimigos não estão lá fora, eles vivem todos em nossa mente. Então não seja orgulhoso, aceite as coisas como elas são, deixe ir o que já foi, o que já passou, e tenha fé no que está por vir.
Se recuse a afundar, abandone o barco se for preciso, mas não desista nunca de você. Novos começos as vezes chegam disfarçados de finais dolorosos. Ninguém além de você está no controle da sua vida, então ajuste as velas, use seu coração como bússola e navegue rumo a sua felicidade. — Wandy Luz


Sobre a Autora:

Wandy Luz   Colunista e Apresentadora. Moro em Londres há 11 anos. Tenho muitos defeitos para ser perfeita, mas sou abençoada demais para ser ingrata. Muitos descobrem seu dom de escrever durante a vida, eu descobri a vida, enquanto escrevia. compartilho emoções, sensações e opiniões. Compartilho em cada vírgula, em cada ponto de exclamação, as batidas do meu coração, os suspiros da minha alma, e a alegria do meu espírito Sitewww.wandyluz.com.br  

              


Tentando se encontrar

by setembro 18, 2019

 Texto por Victor Garcia

Algumas vezes é mesmo difícil se encontrar. Em um mundo cheio de conflitos. Os conflitos do mundo e os nossos. Sempre com dúvidas, sempre tendo que nos provar, tentando cada dia ser uma pessoa melhor. Às vezes falhamos.

Ninguém nunca disse que viver seria fácil. Nos perdemos para nós mesmo, para nossas frustrações, decepções, fracassos, a melancolia de nossas tragédias. Tragédias essas as quais talvez nem sejam tão grandes. Quando se tem o que comer, e há pessoas passando fome. Um teto para dormir, enquanto alguém não tem.

Mesmo assim, nossas frustrações, medo de rejeição, o fato de não corresponder às expectativas torturam minuciosamente.

Cada pessoa é um universo, com suas escolhas, traumas e conquistas. Sempre olhamos para o próprio umbigo, nos sentimos injustiçados, sem perceber que possivelmente injustiçamos as pessoas. Não queremos ser cobrados, mas cobramos. Não queremos que nos julguem, mas julgamos.

A vida é um exercício, de também respeito ao próximo, para podermos conviver melhor um com o outro.



Sobre o Autor: 
Victor Garcia Preto   
Formado em Ciências Contábeis. 29 anos, Resido Ribeirão Preto.  Tenho um perfil de textos no Instagram: @textosinceros. Segue lá.

             


Vento de Outubro

by setembro 16, 2019
Photo by @mcasalss

Texto por Victor Garcia


Às vezes, escrever é sem sentido. É a arte de escrever por escrever, pela necessidade. Esse é meu anti-depressivo.
Mas, escrever sobre o que?
Sobre o preço da gasolina que me impede de ir para onde eu quero?
Ou lembrar que tem pessoas que queriam escrever e não podem?
Fazer uma canção? Mas há muito tempo eu já perdi a rima; me perdi, me encontrei, mas a métrica da poesia ainda é vaga.

Escrever sobre as pérolas do governo? Ou discutir porque chamo o passa-tempo de bolacha e não biscoito?
Como a praça está mal cuidada. Mas, ainda há praça e estou nela. Poderia estar no hospital....
Quando chega essa época do ano,essa primavera q mais parece verão, noites quentes e com vento ameno.. poucas coisas me agradam tanto e sei la porque....
Sempre me lembra alguém. Nem sempre o mesmo.
Me faz pensar q tudo pode acontecer. Nem sempre acontece.

O vento fica mais forte. Acho mais da hora, me animo, pego o cel pra mandar um whats. E penso como escrever isso deixa o texto datado.
Sim. Porque daqui um tempo nada será mais antigo que whatsapp.
Há uns cinco anos eu ligaria ou mandaria um SMS.
Tempos mais distantes apenas os boys teriam celular.
O fax, a maquina de datilografia, as mensagens faladas, fichas de orelhão, tudo foi.
Mas o vento era o mesmo.
Percebo a velha tentativa de tentar relacionar dois fatos que não se ligam.
Talvez a vida seja isso. Fatos que não se ligam. Pedaços espalhados que a gente tenta ligar.
Ligar através do zapzap. Ou seja la do que for.
O que a vontade de escrever tem haver com o vento? o que o vento tem haver com a vontade de falar com alguém? Nenhuma ligação e muita ao mesmo tempo.

Escrevi pra matar a vontade. Pra me entreter, passar o tempo. Sabendo que nem de longe esse seria o melhor texto da minha vida.
E por que deveria ser?




Sobre o Autor: 
Victor Garcia Preto   
Formado em Ciências Contábeis. 29 anos, Resido Ribeirão Preto.  Tenho um perfil de textos no Instagram: @textosinceros. Segue lá.

             


Com o tempo, passamos a compreender as leis da vida, da natureza; e o que o sofrimento nos comunica

by setembro 16, 2019
Photo by @mcasalss

Chega uma determinada hora em que você cansa, Independentemente de onde você esteja, de quem você tenha ao seu lado. Chega uma hora em que você simplesmente cansa.Você cansa de aturar por mais tempo. Cansa dessa sensação tão miserável a qual se submeteu. Cansa de receber o que não te é digno. Cansa de se encolher estremecida, sozinha, chorando.

E é nesse exato momento em que você resgata sua força. No instante em que você se esgota. No instante em que você decide estancar o sofrimento. No instante em que você desidrata. Quando você decide que pior do que está, não fica.

Sabe por quê?

Saltar para fora de uma zona de conforto não é fácil, e pode dar medo,  não é mesmo? Por isso somente uma boa dose de insatisfação e sofrimento propiciará este salto.

Com o tempo, passamos a compreender as leis da vida, da natureza e os sinais do sofrimentos, os quais começamos a receber como guias para promover a mudança nas nossas vidas. A dor é uma forma de sua natureza indicar que as situações atuais apenas precisam de mudança, de uma reconfiguração.

É neste momento em que você resgata o seu verdadeiro potencial, o qual você momentaneamente
não estava conseguindo acessar até então.

Entretanto , agora é tempo de mudança. Tempo de se respeitar o insuficiente para parar de ingerir tanta comida estragada. É tempo de olhar para dentro e se assumir; cuidar de si; arregaçar as mangas e fazer o que precisa ser feito.

Há casos em que é necessário perder peso, cabelo ou cair para só então começa a fazer o que já deveríamos ter feito. Mas, não espere chegar a este ponto.

Não pense. Sinta. Ouça o seu sentir. Escolha aquilo te faz bem. Pode dar medo, mas é uma ilusão de medo. Felicidade é, sim, customizável. Pense sobre isso!



Sobre o Autor: 
Leone Da Costa   
25 anos. Professor. Idealizador do blog Papicher. Leonino.  De tudo que tenho na minha vida; viajar, aprender e livros são minhas paixões! Mais do que isso, poder compartilhar tudo o que eu tenho aprendido até aqui. Apaixonado pela vida., I make myself .

             


Entender que a vida não nos trata da forma como esperamos é a melhor forma de prevenção

by setembro 16, 2019

Há certos dias em que olhar para trás às vezes machuca. Apenas você sabe o tanto o quanto. Entretanto, o bom é perspectiva favorável de poder voltar os olhos para o agora e constatar que você foi forte. Que você tem de fato uma força a qual naquele momento estava muito bem embrulhada dentro do peito.

Hoje, as recordações doem. São imagens breves, são resquícios os quais o tempo vai dissolvendo gradativamente. Contudo, você enfim entende que apesar da altura da queda e do quanto foi angustiante ter caído, foi necessário.  Foi necessário para você nascer de novo. Foi necessário para você aprender a confiar em si. Foi necessário para você adquirir força. E entender que nada é tão ruim a ponto de perder a cabeça. É importante compreender a humildade para aceitarmos nossos limites. É a sabedoria da aceitação, realmente. 

A vida não irá nos tratar da forma como queremos ou esperemos, e entender isso o quanto antes é a melhor forma de prevenção. E sofremos pela nossa ignorância quanto às leis da vida e da natureza, as quais regem nosso mundo interior.

E assim, pelo amor ou pela dor, somos impulsionados a amadurecer emocionalmente. E assim passamos a aprendemos a acolher nossa dores e a abraçar nossas feridas. 

Elas são, portanto, a fonte da nossa evolução e do nosso aprendizado.
Apenas confie.




Sobre o Autor: 
Leone Da Costa   
25 anos. Professor. Idealizador do blog Papicher. Leonino.  De tudo que tenho na minha vida; viajar, aprender e livros são minhas paixões! Mais do que isso, poder compartilhar tudo o que eu tenho aprendido até aqui. Apaixonado pela vida., I make myself .

             


Aprendi que fico mais bonita quando eu me escolho, me aceito, me amo, e me visto de mim - Wandy Luz

by setembro 15, 2019

Aprendi que todas as vezes que aceito aquilo que não posso controlar, cresço um pouco mais. Aprendi que as coisas mais incríveis da vida acontecem fora da zona de conforto. Aprendi que antes de desejar acrescentar dias à minha vida, preciso começar a acrescentar vida aos meus dias. É a qualidade que faz a diferença, nunca a quantidade. Aprendi que fico mais bonita quando eu me escolho, me aceito, me amo, e me visto de mim. Aprendi que a melhor proteção contra energia urim é cuidar para que a minha energia seja sempre boa. Aprendi que Deus nao castiga, não pune, não condena, ela apenas nos protege e nos prepara para aquilo que pedimos, mas não temos paciência para saber a hora certa de receber. Aprendi que melhor o que tentar ver o lado bom da vida, é tentar ser o lado bom das coisas!



Sobre a Autora:

Wandy Luz   Colunista e Apresentadora. Moro em Londres há 11 anos. Tenho muitos defeitos para ser perfeita, mas sou abençoada demais para ser ingrata. Muitos descobrem seu dom de escrever durante a vida, eu descobri a vida, enquanto escrevia. compartilho emoções, sensações e opiniões. Compartilho em cada vírgula, em cada ponto de exclamação, as batidas do meu coração, os suspiros da minha alma, e a alegria do meu espírito Sitewww.wandyluz.com.br  

              



About me

Papicher 2014©. Tecnologia do Blogger.