Se queres saber como estás indo, preste atenção em quem tem entrado na tua vida

Direitos autorais da imagem de capa: wall.alphacoders

É difícil sabermos se nós estamos indo bem se não nos atentarmos ao que está ao nosso redor e ao que estamos atraindo para nossas vidas.

E existe uma maneira de avaliarmos como estamos indo na vida; se temos mudado para melhor ou para pior, se nossas condutas são positivas, enfim. 

Basta prestarmos atenção nos tipos de pessoas que tem entrado na nossa vida.

Nós não nascemos sabendo sobre as leis da vida, tampouco o melhor que podemos oferecer para nós mesmos e para o mundo; desse modo, por meio de variadas experiências humanas, passamos a aprender o caminho certo. 

Portanto, na medida que investindo no autoconhecimento, na medida que adquirimos as tomadas de consciência, nós passamos a mudar interiormente, e consequentemente tudo o que atraímos para a nossa vida também muda. E esta é uma lei que invariavelmente rege nossas vidas.

Agora, perceba que nossa evolução depende 100% de cada um de nós, do tempo que delegamos para nosso crescimento. Afinal, quantos crescem em anos e não emocionalmente! Quantos se deixam levar pelo tempo sem investir nos estudos e se perdem!


Lembre-se: quanto melhor nos tornamos, melhores coisas atraímos para nossa vida, seja pessoas ou situações. É assim que percebemos como estamos indo na vida.

As pessoas com as quais convivemos intimamente são condizentes com nosso próprio nível de consciência, e quando mudamos quando mudamos nossa "sintonia consciencial", a tendência é que você comece a se habituar com pessoas que têm o nível de consciência  em concordância com o seu atual nível; diferente do qual você tinha até ontem. Isso é o que justifica, muitas vezes, aquela limpeza nas amizades que geralmente fazemos com o passar dos anos. 

É simplesmente ilógico requisitar das pessoas o que elas não podem oferecer, tampouco exigir de si mesmo o que você não pode oferecer para o outro. Isso é total desrespeito para com os seus limites.

É necessário, também, considerar quanto a ética e a humildade para não cair no processo altamente lesivo de comparar-se com os outros, agindo preconceituosamente para com uns e colocando outros no pedestal. Lembre-se; não existem melhor ou pior, apenas pessoas com situações diferentes. 


A única pessoa de quem você pode ser melhor ou pior é com relação a você mesmo. Assim, o que você aprende não te faz melhor que ninguém, mas te faz melhor do que era até ontem. 



Sobre o Autor: 
Leone Da Costa   
25 anos. Professor. Idealizador do blog Papicher. Leonino.  De tudo que tenho na minha vida; viajar, aprender e livros são minhas paixões! Mais do que isso, poder compartilhar tudo o que eu tenho aprendido até aqui. Apaixonado pela vida., I make myself .

             



Nenhum comentário

About me

Papicher 2014©. Tecnologia do Blogger.