Comparar-se com os outros é altamente lesivo. A comparação é a inimiga da evolução.


A comparação é a inimiga da evolução.

Todos nós somos únicos. Temos nossas próprias vitórias e derrotas, defeitos e qualidades, o que gostamos ou não gostamos. Somos subjetivos.

O grande desafio de muitos em algum momento da vida, é seguir seu próprio caminho sem se comparar com o próximo, parar de se martirizar por não possuir o carro do colega A, ou não ter o estilo da colega B, deixar de lado seu próprio histórico por desejar ser alguém.

Imagine a vida como uma corrida: são vários os corredores, cada um possui uma estratégia para chegar ao objetivo final, e durante a corrida, enquanto você presta atenção no colega, se culpa por não saber correr igual, e não foca em superar suas limitações, o colega chega ao objetivo e você fica para trás.

E assim é na vida. Quando nos comparamos demasiamente com alguém, perdemos o poder de sermos cada dia melhores e alcanças nossos próprios objetivos e metas, porque perdemos tempo olhando para o lado, sem perceber que a sabedoria está em olhar para si e se autoconhecer mais a cada dia.

Você possui seu próprio ritmo para chegar ao objetivo. Não se distraia olhando para o lado. Tenha consciência de que está dando o seu melhor para evoluir e conquistar suas metas, não importa a velocidade.

Trabalhe em prol da sua história, inspire-se no próximo, mas nunca se compare, é um ato que não agrega em nosso processo de evolução e de vida, apenas se conheça, trabalhe suas limitações, procure soluções inteligentes que irão preencher o que falta para chegar lá,

Se a comparação é inimiga da evolução, a aceitação das suas sombras e lapidação da sua luz, é o primeiro passo para a solução e como consequência a evolução.





Sobre o Autor: 
Wanessa Binneck   
Acadêmica de Psicologia. 20 anos. Em busca de conhecimento e evolução. Instagram: @wanessath.   

             


Nenhum comentário

About me

Papicher 2014©. Tecnologia do Blogger.