Com a maturidade, as expectativas diminuem


A gente sofre, e sofre muito  pela tempo nao investido em nós , e a angústia e sofrimento advindos da imaturidade torturam. Mas,  maturidade é uma questão de escolha, é algo conquistado; e com a maturidade emocional, a fonte de angústia estanca. Este é o antídoto. No entanto, quantos amadurecem em  anos mas não emocionante? 

Ser uma pessoa madura não implica em insensibilidade, frieza, nada disso. Com ela, passamos a entendemos certas coisas as quais somente esta dádiva pode nos proporcionar. Com a maturidade, aprendemos a aceitar as pessoas e os nossos problemas, e eliminamos com todas nossas ideias controladoras com as quais  nos fazemos autocobranças absurdas, sem respeito para conosco mesmos. 

Passamos a nos aceitar incondicionalmente, pois perfeição não existe e perfeccionismo é uma fonte de angústia e sofrimento desnecessário. Passamos a respeitar nossos limites,  e por esta razão passamos a criar menos expectativas frustrantes.

Com a maturidade, passamos a ter menos expectativas, de fato, uma vez que compreendemos que não adianta controlar o que está fora do nosso raio de atuação. A maturidade nos ensina que nem tudo que queremos teremos e precisamos. E, com a maturidade, aprendemos a aceitar. É sabedoria da aceitação, realmente. Aceitação e humildade, abrindo mãos de sermos desnecessariamente vaidosos, respeitando nossos limites, e vivendo com mais leveza.






Sobre o Autor: 
Leone Da Costa   
25 anos. Professor. Idealizador do blog Papicher. Leonino.  De tudo que tenho na minha vida; livros, aprender e viajar são minhas paixões! Mais do que isso, poder compartilhar tudo o que eu tenho aprendido até aqui. Apaixonado pela vida., I make myself .

             



Nenhum comentário

About me

Papicher 2014©. Tecnologia do Blogger.