SITE TITLE

THIS IS MY SUBTITTLE

A maneira como os homossexuais tratam uns aos outros é uma lástima: A glória da juventude e beleza


A comunidade gay já enfrenta e convive diariamente com  uma sociedade que lhes aponta o dedo dizendo: "Maus!"

Geralmente os seus próprios pais também estão lhes afirmando o mesmo: "Vocês são maus", .Até, inclusive, quando na tentativa de que o filho não venha a sofrer, as mães introjetam essa crença neles. 

Isso tudo é uma carga muito pesada.

Na sociedade heterossexual, a maioria das mulheres morrem de medo e têm pavor de ficarem velhas por conta, também, de certos sistemas de crenças que as pessoas criaram em torno da glória da juventude. Uma vez que absorvemos essas e outras crenças negativas, as levamos conosco para a vida toda, até que eventualmente você pare para refletir sobre elas: isso é verdade? Eu sou mal? Por que?

Já para os homens heterossexuais não é tão difícil assim. Porque de certo modo eles até ficam mais charmosos com um pouco de cabelos brancos e a maturidade dão a eles um ar respeitável que pode despertar admiração, não é mesmo?

Isso,contudo, não ocorre com a maior parte dos homens homossexuais, pois eles geraram uma cultura que dá uma ênfase imensa na juventude e beleza, desconsiderando os sentimentos  e o valor que existem por trás da aparência física. Quem não é jovem e belo praticamente não conta no meio gay. Isso também inclui os mais gordinhos, os mais pobres, afeminados, negros e os que estão fora do padrão de beleza convencionado. 

Esse modo de pensar é uma desgraça para todos eles, pelo fato de que não passa de mais uma maneira de autoafirmarem para si mesmo: "Ser gay não é bom". Para ser gay, não basta ser gay. Para sobreviver como gay no social e por conseguinte no próprio meio gay, você tem de ser bonito, você precisa ser jovem, você precisa esbanjar estilo.

"Eu achava que quando eu saisse de casa para a cidade, e tivesse a minha independencia, e viesse a conviver com o meio gay pelo qual eu fantasiava, eu me sentiria feliz e amado. Mas eu apenas me decepcionei, eu nao me identifiquei e me sinto muito excluido pela minha propria cominidade", Anonimo 19 anos.



Resumindo, tristemente a pessoa em si não é importante, só seu corpo é que vale. Caso contrário, você crê que pode está fadado a viver só.

O termo Sugar dad está na moda. A gente observa, inclusive, que os próprios homens gays maduros desprezam uns aos outros e buscam se relacionar com os gays jovens. muitos deles, Ao invés de se abrirem e se valorizarem, acabam ficando sozinhos por se recusarem a procurar alguem da mesma idade. 


Muito frequentemente os gays acreditam que quando ficarem mais velhos se tornarão inúteis e indesejados, e com isso muitos criaram um estilo de vida destrutivo por pensarem que é melhor se destruírem primeiro apenas para se autoafirmarem desejados e belos. Alguns dos conceitos e atitudes tão típicos da vida gay - a exibição, que instiga o constante avaliar, a recusa de manter uma união estável, etc. - são sem sentido. Tudo para suprir a ansiedade que carregam e para conseguirem se autoafirmarem como desejados e aprovados pelos outros gays.

E a Aids é uma doença monstruosa. A Aids é uma doença que mata.

Em decorrência do modo como os homossexuais se tratam uns aos outros, muitos deles têm  a ideia de que envelhecer é algo pavoroso. É quase melhor morrer do que ficar velho. 
Essas atitudes e modelos de comportamento só podem criar culpa num nível profundo. Eu, de forma
nenhuma, estou tentando criar culpa para alguém. Todavia, precisamos olhar cara a cara as coisas
que têm de ser mudadas para que nossas vidas funcionem com amor, alegria e respeito. Há
cinquenta anos, quase todos os homossexuais se ocultavam, e atualmente eles conseguiram criar


______________


Eu acredito que antes do preconceito que advém do meio social, ainda existe uma necessidade de aprovação dentro do próprio da própria comunidade homossexual, no qual se você não se enquadrar, poderá estar fadado a exclusão e gerar uma ansiedade muito grande por receio de acabar ficando sozinho. 

Esse medo, somado a pressão social, que muita vezes paralisa muitos jovens na sua descoberta sexual, se agrava com o decorrer dos anos. E todos eles sabem o porquê: a juventude é venerada pelos gays.

Antes do que a pessoa é por dentro, o julgamento pensa exageradamente para o lado aonde se coloca a beleza e a juventude do indivíduo. 

numa sociedade baseada no capitalismo você é julgado pelo o que você tem, não pelo o que você é.Muitos não se dão conta, mas a sociedade está fundamentada pela busca de bens materiais, é uma sociedade aonde não tem lugar para todos, que gera disputa em todos os lugares,  e que, portanto, você precisa ser melhor do que o outro NOS QUESITOS MATERIAIS. Você vive nessa sociedade, e estuda, visando o dinheiro, mas nunca somos indagados a nos tornarmos pessoas melhores, e até lá é um processo de séculos, mas que devemos começar agora por nós mesmos. 



mas isso nao afeta somente os excluidos pelos gays, mas isso atinge a comunidade como um todo. Roberto acabou de fazer 18 anos. Ele é notavelmente considerado lindo, é branco, tem olhos azuis, é loiro. Ele me disse: "Eu honestamente não me identifico com o meio gay. A parada gay para mim não faz sentido, pois tudo o que se faz lá é se pegarem e se exibirem, e nenhuma forma de protesto consciente. Virou um puro carnaval". (o texto do boymagia)
________________

Apenas um respaldo sociológico:

Devo deixar claro que, acusar o comportamento de um grupo social é ocultar o verdadeiro culpado por detrás dessas atitudes. Toda essa visão é empregada pelo sistema capitalista que introjeta em nossas mentalidades a necessidade de aprovação pelo o que você tem e não pelo o que você é. Mas isso não nos tira o bom senso de pararmos para refletir e acordar para o modo que nos comportamos. Precisamos rever nosso modo de agir se realmente quisermos ser pessoas melhores, e não apenas buscarmos aprovação externas. Sejamos franco em concordar que até lá é um processo de séculos na humanidade , mas que precisamos começar agora conosco mesmos.

e você não estiver fora dos padrões

Tudo o que digo não 



Nota: O texto não critica app's de pegação ou seu uso.



gostaria, por meio deste texto, deixar uma reflexao para que os gays possam rever a maneira como estao as paradas gays, pois se realmente queremos respeito precisamos mostrar que somos melhores, e ser melhores não pe exibir o corpo, gritar e desrespeitar o outro, mas mostrar que temos dignidade, que 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© 2023 Leonne Morningstar | All rights reserved.