Não vale a pena continuar se arriscando por alguém que não se encontra mais em você



Você pode ler este texto ouvindo Two Ghosts




________________
Antes de tudo: eu ainda te amo.

         Oi,
         Sou eu. 

         Eu sei que você tem estado ocupado com alguns problemas. E eu respeito isso. Mas não pense que eu não consigo sentir que tenha algo errado entre nós.

         Q uando pensamos em solidão nos vem a imagem daquela pessoa isolada, trancada no quarto, que não quer ver nem falar com ninguém. 

         Que besteira... 

         Encontrei a solidão ao teu lado. Encontrei-a nos teus abraços que, mesmo quando apertados, já não são mais tão mágicos como eram há um tempo. Encontrei-a nos teus sorrisos que, hoje, cansados, são totalmente diferentes dos quais eu via quando me olhavas ao abrir a porta e me vias chegando ao teu encontro. Encontrei a solidão nas vezes em que saíamos e tu não te interessavas mais em conversar, em perguntar coisas sobre mim, saber mais sobre mim como de costume e, ao invés disso, preferes se distrair com algum conhecido seu que encontramos por acaso pelo caminho. 

         Encontro a solidão sempre quando olho nos seus olhos e enxergo aquele brilho distante. Encontrei-a quando você parou de aparecer em casa frequentemente como fazia antigamente, todos os dias, às 4 da tarde. Você, sempre tão carismático com todo mundo, assim como foi comigo no início. Hoje, eu corro atrás para ter um  minuto de sua atenção. 

            Isso tá ficando sério.

         Nós somos diferentes, talvez seja isso que nos aproxima. Eu não sou e nem nunca fui um mistério, especialmente para contigo.  Eu lhe mostrei o meu lado mais forte, mais cruel e também mostrei o meu lado mais frágil, mais vulnerável. Eu me abri. Mas tu não tens entendido isso. Da mesma forma como também posso te descrever como sendo a palma da minha mão. Mas tu tens se distanciado a cada dia que passa e tenho perdido os traços que eu até então sabia. Você tem pensado em você ou sobre nós? 

         É, isso está ficando sério. 

         Você tem sido a parte mais doce da minha vida por tanto tempo. Lembra? Você chegou de repente, através de uns amigos, naquele fim de tarde, quando eu eu menos esperava, num passeio maravilhoso pela cidade, chegastes bagunçando minha vida por completo, revirando minha emoções, mudaste o meu programa de TV favorito, trocamos aquela energia eufórica e tudo acompanhado de um sentimento tão mágico que me deixava sem ar.

         Hoje, você está tão indiferente, tão despreocupado comigo, contigo; conosco. Não, não pense que eu não posso sentir que tem alguma coisa errada. 

         Nós não somos mais como costumávamos ser. Hoje somos dois meros fantasmas ocupando o mesmo espaço. Eu sei, você acreditava que por trás daquela pessoa existia algo a mais, algo mais surpreendente, algo perfeito, mais exótico. Pois é. Acontece, querido. Eu sou assim, só que você acreditou em algo errado. Meu verso condescendente é o primeiro que mostro a qualquer pessoa, e deveria ser por detrás dessa imagem que tu devias ter me procurado de verdade, se encantado de verdade; mas  fizestes o contrário. Assim como eu, também. Nos apaixonamos pelo o que inventamos um do outro.

         Isso foi real? O problema está em você; está comigo? Está no meu vazio ou no seu vazio? Whatever... tanto faz. Não vale a pena se arriscar por alguém que não se encontra mais em você

        Eu sinto que isto está prestes a acabar e, quem sabe, a gente se ajude acabando logo com isso tudo antes que surja a necessidade de que alguma "briga" aconteça para que sirva como uma "boba desculpa" para por um termino, não é mesmo? 

        Garanto que sofrerei menos sozinha do que amando alguém quando não há reciprocidade. Sou uma jovem e selvagem garota que quer voar, mas que está presa a alguém sem asas. Porque às vezes pensamos que nunca mais iremos conseguir encontrar aquele sentimento mágico, que nunca mais sentiremos borboletas no estomago que traz a sensação de vamos-sair-e-ser-livres. Acho que entende o que eu quero dizer. Você pensa que nunca mais encontrará aquela pessoa que lhe encante e fascine, sabe? Assim como você foi comigo... Mas agora eu sei como você é de verdade.

        Eu estive orando, mas já tive o suficiente de você. Preciso facilitar pra mim e para nós dois. Afinal, por mais que ainda o ame muito, eu sempre estarei em primeiro lugar. Porque amar nem sempre é insistir, amar às vezes é desistir também. Por isso, eu olho para trás antes de viver a sua vida.

         Eu estou partindo. Mesmo ainda querendo ficar. Quem sabe, mais adiante, eu te visite alguma tarde dessas para eu ver as novas canções que você tem escrito. Mas desde já, quero que esteja ciente do quanto foi verdadeiro e intenso o que vivemos e o quanto foi infinito enquanto aquilo durou

         Sim... isso foi real. 

         Eu te entendo completamente e eu respeito isso. Eu tinha medo do que eu não entendia muito bem e eu quero que saibas que você foi quem me ensinou a viver e a enfrentar os meus medos. Quero que saibas que eu amava a maneira como você compreendia que era meu companheiro, meu amigo. Que eu nunca me esquecerei das tuas tatuagens, daquela eu fiz contigo, do teu perfume e do quanto fomos amigos. Quero que tu saibas que terás um lugar especial no meu coração até o último adeus. Desejo que saibas...

O quanto eu fui louca por você.



Sobre o Autor: 

Leone Bravi  22 anos. Idealizador do blog Papicher. Leonino. De tudo que tenho na minha vida; viajar, amigos e livros são minhas paixões! Mais do que isso, divulgar  tudo o que eu tenho aprendido. Apaixonado pela vida. I make myself.

        

Leia também:

            
           

Comentários:

Nenhum comentário

About me

Papicher 2014©. Tecnologia do Blogger.