Você se apaixonou por mim na hora errada


Te pedi incontáveis vezes para permitir-se sentir. Você não quis. Você não quis dar-se a chance de ser feliz com alguém. Você não quis encontrar em outra pessoa um motivo para sorrir. Você não quis sentir, e eu sinto muito. E senti muito por nós dois todo esse tempo. Eu senti muito por seu sorriso ter sido o motivo dos meus, enquanto eu era apenas uma diversão momentânea para seu particular parque de diversões, no qual você colecionava vários brinquedos. Não quero ser o brinquedo de alguém, quero ser o motivo para alguém deixar de brincar.


Me declarei por tantas vezes que te deu confiança para acreditar que eu nunca conseguiria ir embora. Mas eu fui. Eu fui e vivi muito bem longe, por muito tempo, até você se sentir no direito de me procurar. De me cobrar os sentimentos que tive e você não retribuiu. Se sentir no direito de dizer que eu nunca senti de verdade, quando a verdade é que você percebeu o quando eu fazia falta e como todas as pequenas coisas que fazia por você, pra você, eram significativas. Só não conseguia dizer isso - não em voz alta.

O problema é que você esperou muito. Esperou eu ir embora e aprender a viver sem sua presença pra dar falta da minha ausência.

Eu não vou voltar atrás.

Confesso que receber suas mensagens de bom dia, todos os dias, me arranca sorrisos. Confesso que receber os seus convites para jantar, mesmo negando sempre, me arrancam suspiros. Confesso que ver você me dar atenção me arranca gargalhadas. Mas confesso que não há nada que me faça te deixar entrar no meu coração, porque você arrancou ele de mim uma vez e o deixou em mil pedacinhos que demorei para juntar. Eu não vou voltar.

Sinto muito te dizer que mesmo acreditando em você, você se apaixonou por mim na hora errada.

E é tarde demais.

Você teve sua chance e agora não há chance de voltar atrás.


Sobre o Autor: 

Stephanie Almeida  20 anos, Libriana, baiana e futura Psicóloga. Viciada em café, John Mayer, super-heróis, séries, livros, dias frios e chuvosos, pipoca, jujuba, chocolate e amores que arrepiem a alma. Dona da página O que sinto em palavras. Gosta de escrever mais do que de falar porque é através da escrita que consegue colocar para fora tudo o que pensa e sente. E escreve por puro amor. Passa a maior parte do tempo lendo por amar imaginar um mundo novo e uma nova história a cada livro. E ah, adora ouvir histórias aleatórias sobre a vida. Vai adorar ouvir as suas, chegue mais! stephhhalmeida@hotmail.com (ou me chame no instagram).
          






Comentários:

Nenhum comentário

About me

Papicher 2014©. Tecnologia do Blogger.