Featured

8/Ele é/custom

O Sorriso... Daquele Menino (Poema)

by junho 23, 2017


No abraço do amigo

O prazer que a água tem

No filme não revelado
O conforto do não visto
Nas mãos de um coração
As algemas da ilusão
No luar esquecido
O aconchego acolhido
Na fumaça do imenso
O desenho do pingo
No lavar do rosto
O toque da pele
Na liberdade do sol
A imensidão do oceano
No vento
O olhar
No colo
O trilhar
No doce





O acalentar

De um coração arrancado
Balançado
Estraçalhado
Mas recuperado e sempre cuidado
Por você que é um ser apaixonado
Meu ser alado
Aconchego de beijos
Olhar amedrontado
Suave é o toque
O sorriso escancarado

Do menino encabulado.



Leia também: #DiarioDeUmLouco – Eu Tinha Um Crush Que Na Verdade Nem Era Meu Ou Eu




Sobre o Autor: 

Hugo Salum  Marketeiro e escritor. Aquariano de corpo e alma ,curioso, autêntico e sincero (até demais). Quando escrevo, não tenho rodeios: coloco logo o que penso, de maneira clara, precisa, direta e transparente, sem deixar de fora do papel algumas pimentas&polêmicas (porque quanto mais quente, melhor!). Procuro estar sempre aberto às mudanças, pois a vida é feita de transformações, aprendizado e amadurecimento. Amo café, coleciono canecas, sou pai de três filhos lindos e maravilhosos (#paicorujasimsenhor). Estou sempre sorrindo e festejando, afinal amo viver e por isso acho que cada dia a mais neste mundo já é motivo para celebrar! Este sou eu, o Salum. (www.hugosalum.com.br).
      

Comentários:

Cristãos vão à Parada LGBT de SP demonstrar DE FATO amor e respeito

by junho 21, 2017

Quem cresceu dentro de uma típica religião tradicional sabe que você não tem direito a ter opinião própria: ou é certo ou é errado.  Gay é um tema retratado com forte preconceito nas igrejas. Seus líderes discorrem sobre amor e ao mesmo tempo pregam a intolerância e a discriminação. Percebemos, por exemplo, que existe uma raiva muito grande por parte dos pastores evangélicos (o Malafaia e daquele outro, por exemplo).


Mas a cada dia que passa temos notado que os cristãos têm se abrido mais ao amor. Afinal, muitos deles começaram a rever seu modo de agir e rever o conceito de amor pregado pelas igrejas, pois muitas vezes elas se comportam de forma contraditória ao AMOR que tanto foi pregado por Jesus Cristo.

E uma prova de verdadeiro respeito e amor para com o próximo, e de que muitos religiosos tem mudado, foi na parada LGBT de São Paulo.

» Curta Papicher no Facebook ;)
Isso me deixa muito feliz. Porque um dia eu espero que a igreja aprenda a amar e a respeitar o próximo de verdade. Parabéns aos cristãos que foram à Parada LGBT de SP ensinar isso aos muitos cristão que ainda não aprenderam a pensar, pois a igreja infelizmente não as permitem. 

#NoMeuConsultorio - 8 - Quando Um Ex Aparece E Na Lata Diz Que Você Não Foi Esquecido

by junho 21, 2017

E há quem diga que eu não seja psicólogo vocês acreditam?
Pois é, nem eu.

Achei estranho quando vi o nome do paciente.
Por um segundo pensei: “Que não seja quem penso que é.”
Ele entra e com aquele brilho inconfundível nos olhos, me cumprimenta… senta-se, solta um leve sorriso e diz:

Eu não esqueci você, mentira, eu não te esqueci. E queria sim que você soubesse que nem um dia sequer”.

E quando o meu olhar cruza com o teu nas raras vezes que nos encontramos, é sim porque eu tô te olhando. Eu não te esqueci e eu não sou este outro alguém que andam dizendo por aí, que eu estou bem sozinho, que eu não quero ninguém.
Só pra você saber.
Eu não esqueci você nem por um minuto.
Eu não fiz mais planos.

Quero te ligar de madrugada e não vou dizer que é engano, mas não tenho coragem.
Eu não esqueci e me pergunto: Cadê você por aqui?
Só não sei porque você não quis. Talvez por eu ter dito que agora era nunca, mas eu… eu não esqueci você.
Parece letra de música. E é, acho eu.

Este é o dilema do meu paciente e, sinceramente, este é o tipo de atitude que eu não entendo. Como se pode gostar de alguém e… não fazer nada, apenas ver e deixar o tempo passar?

Se um dia você disse que eu era o homem que você queria pra você, você já me teve, já fomos e voltamos, já prometemos e não cumprimos, segui a minha vida e você ficou… cuidando-me. Sabia de tudo, de datas, horários e locais e não fez nada até que… de novo a vida cruzou nossos caminhos e que merda fizemos? Separamos-nos, mas parece que nossas famílias e amigos não.

Pode-se amar alguém a distância? Amar apenas com os olhos e o coração? Sem tocar, sem sentir o beijo, o cheiro, a pele, o corpo?

Penso que o amor é tão amplo que às vezes julgo que pra ele… vale tudo. Não nego que sempre disse que para mim ex não existia… existe sim, para mim e para todo mundo que quer ser feliz. E aquela história que se ex fosse bom seria atual ...  papo de covardes que não assumem que às vezes a distância nos faz amadurecer e a solidão a enxergar coisas que estavam na nossa cara, mas… a gente não via.

Ex já foram atuais e podem se tornar de novo, porque não? Penso que o problema na sua declaração, que confesso, me pegou de surpresa, é ainda nutrir isso tudo, sentir isso tudo e não fazer nada.

Não estou pronto para uma resposta, então, o que vou lhe dizer não é uma pergunta: “Penso muito em você.”

Disse isso e saiu porta afora.
Continuei sentado, não sei se pela surpresa, se porque não tive ação ou se por simplesmente não saber o que fazer com um sentimento que fica guardado no coração e você sabe que:
1-Ele pode te fazer feliz.
2-Ele pode te fazer sangrar.

O amor é livre para ir e vir, para acertar e errar, para tentar e tentar e se não der, mas os dois quiserem tentar e tentar de novo e quantas vezes esses dois corações pensarem que agora pode dar certo… TENTEM, sem medo, sem se preocupar com o que os outros vão dizer, a sua felicidade só você pode viver.

Não espere mais sei lá quantos anos. Em anos você já comemorou bodas de papel como aquele bilhete que deixou na cama dizendo que me amava, já comemorou bodas de algodão e fez aquela camiseta imensa para a gente vestir os dois juntos e dormir de conchinha e estará comemorando bodas de couro com aquele arreio que só você sabe usar e me esperar.
Não deixe o tempo passar e fique olhando, esperando.

Viu, e dizem ainda por aí que eu não sou psicólogo!



Sobre o Autor: 

Hugo Salum  Marketeiro e escritor. Aquariano de corpo e alma ,curioso, autêntico e sincero (até demais). Quando escrevo, não tenho rodeios: coloco logo o que penso, de maneira clara, precisa, direta e transparente, sem deixar de fora do papel algumas pimentas&polêmicas (porque quanto mais quente, melhor!). Procuro estar sempre aberto às mudanças, pois a vida é feita de transformações, aprendizado e amadurecimento. Amo café, coleciono canecas, sou pai de três filhos lindos e maravilhosos (#paicorujasimsenhor). Estou sempre sorrindo e festejando, afinal amo viver e por isso acho que cada dia a mais neste mundo já é motivo para celebrar! Este sou eu, o Salum. (www.hugosalum.com.br).
      

Comentários:

#DiarioDeUmLouco - 2 - Uns Com Muita Idade E Muito Medo, Outros Com Tão Pouco, Ou Pouca?

by junho 19, 2017






Não assuste as pessoas, Salum. - diz a menina de olhos amendoados - Pessoas covardes não precisam ser assustadas, elas correm da sua própria sombra.



Eu, que sempre disse que esse mundo é uma ervilha, hahahaha… tão pequeno e novamente a maldição dos três anos me acompanha, hahahahahaha… Tom e Duda sabem do que estou falando, mas desta vez parece diferente, pelo menos espero.

Vamos sair e tomar uma cerveja? 
Claro que sim. Hoje? 
Sim. Fodeu, o tiro saiu pela culatra, eu pensando que mais uma vez ia ouvir alguma desculpa esfarrapada… aceitou.


Que almoço bom. Esse arroz com bacon está delicioso. Gostamos de gente que nos desafia, não é mesmo Salum? Diz Marta. Concordo com ela, ainda acrescento que somos movidos a desafios, que o digam Diego e Rodrigo.

Quem são?

Dois atrevidos que existem por aí.

O chá está uma delícia e eu prefiro sem açúcar.

Será que não vemos como ou o que as pessoas nos veem?
Será que somos como elas dizem ou como nos vemos?
Não sei, e agora nem me atrevo a responder, mas tem sido bom saber disso um pouco, faz bem ao ego eu diria.
E os nossos homens? De mamando a caducando.
Marta diz que já está grávida, eu como sou operado… Mas que a criança vai nascer… ah! isso vai. Doa a quem doer.
As oportunidades são como aqueles barcos que flutuam no rio chamado vida.
Já leu isso? Fui eu quem escreveu em vários outros textos, então aí eles passam quem as agarra… agarra, quem tem medo fica na beira, chupando… o dedo, hahahahahaha…
Por que será que nos excita tanto ser desafiado? Por que nossas escolhas são sempre direcionadas a este lado, e por que tanta insegurança?
Será que não somos transparentes o suficiente? Sinceros o bastante?
Tenha certeza de que sim, sempre. E isso é tão fácil e comum para nós que é uma coisa feita sem esforço algum, é da nossa natureza, da nossa essência, mas… cuidado, você pode despertar algo muito maligno aqui dentro e, nessa altura, esteja preparado para enfrentar; as escolhas… são suas.
Mas a inteligência também nos excita, sapiossexuais somos, e vocês já perceberam que isso é um elogio. Infelizmente nem todo mundo entende.
Bom, esses são aqueles que dizem que amarelaram, hahahahaha… aos 53 anos? Hahahahahahaha…
Não dá, não consigo digerir. Como diria Vânia, preciso sangrar.
Ah! e eu sempre disse que minha idade é 46 e não 36 como pensou, ou será que você está achando esses 16 anos muita diferença? Hahahahahahaha… eu não. Nem você né Marta?
É assim, parece que o sol volta a brilhar, as emoções voltam a desabrochar, os desafios, as conquistas e novamente aquele belo e largo sorriso que nunca se apagou.
O coração? Ah! este  aqui mais pulsante do que nunca, como diria uma pessoa aguardando as cenas dos próximos capítulos.

O tiro saiu pela culatra, mas esta valendo a pena, muito, tenha certeza.




Sobre o Autor: 

Hugo Salum  Marketeiro e escritor. Aquariano de corpo e alma ,curioso, autêntico e sincero (até demais). Quando escrevo, não tenho rodeios: coloco logo o que penso, de maneira clara, precisa, direta e transparente, sem deixar de fora do papel algumas pimentas&polêmicas (porque quanto mais quente, melhor!). Procuro estar sempre aberto às mudanças, pois a vida é feita de transformações, aprendizado e amadurecimento. Amo café, coleciono canecas, sou pai de três filhos lindos e maravilhosos (#paicorujasimsenhor). Estou sempre sorrindo e festejando, afinal amo viver e por isso acho que cada dia a mais neste mundo já é motivo para celebrar! Este sou eu, o Salum. (www.hugosalum.com.br).
      

Comentários:

#NoMeuConsultorio – 7 - Felicidade. De quem? A Minha Depende Da Sua?

by junho 14, 2017

E há quem diga que eu não seja psicólogo vocês creditam?
Pois é, nem eu.
_________


Eu sorrio por você.
Até onde eu posso realizar a felicidade do outro(a)?
Até onde tenho a certeza de que posso aguentar?
Até onde posso deixar de ser eu?
Proporciona-se o dia, o momento, a vida feliz, por que não sorrio tanto?
Até onde? Até onde posso ir sem deixar de ser eu, sendo sempre o mais sincero principalmente comigo mesmo?
Certezas, certezas são muito vagas, do que temos certeza hoje?
Deixar de ser eu? Nunca, não posso, pois aí, o momento que estaria te proporcionando não seria real.
Sim eu realizo sonhos, eu transformo desejos em realidade, eu transformo tudo em tudo do jeito que você quiser, e ainda mais, coloco mais brilho, mais luz e muito mais vida para te deixar feliz, quero o teu sorriso, o teu abraço e tuas lágrimas… de felicidade.
Seria por isso que não sorrio tanto? Contento-me com a tua felicidade?
Seria essa a minha… felicidade… te ver feliz?
Tantos porquês, como sempre.
Mas e você? Até onde pode ir para fazer alguém feliz?
Até onde pode renunciar a algumas coisas?
Até onde pode ceder, ah! e não esqueça que tudo isso tem quer ser… sorrindo, um sorriso sincero, que venha da alma, que tenha luz e vida.
A felicidade tem seu preço e nem para todos é barata, mas e o preço a se pagar? Vale a pena?
Eu acredito que sim, acredito que para ser feliz vale tudo.
Eu realizo, transformo, busco a luz onde estiver, deixo todo o brilho tomar conta para ter o teu sorriso de novo.
E o meu? Precisamos saber dividir, pois assim somamos em uma relação, entrar em uma disputa onde um renuncia a quase tudo para fazer o outro feliz não é felicidade, isso é egoísmo da outra parte que aceita isso.
Só o tempo vai nos ensinando, a saber, dosar as coisas, a renunciar a coisas pequenas que por… imaturidade talvez se torne tão grandes, tão pesadas e tão vagas.
Quem sabe eu até me engane quando pergunto: Se você é feliz porque não sorri mais? Seria minha esta necessidade de sorrir tanto? Exposição demais? Tem gente que diz que as pessoas têm inveja da felicidade alheia, não sei se creio nisso, pois se a minha felicidade é verdadeira, é pura e plena nada vai atingir ela.
E ser feliz é o que?
Não sei, assim como já defini a traição com a palavra depende, ser feliz depende.
Ser feliz pode ser ver você sorrir, pode ser ver o céu, as estrelas brilhando.
Pode ser acordar todos os dias bem, e ao seu lado, pode ser a sua gargalhada e o seu jeito atrapalhado para algumas coisas.
Ser feliz pode ver você se deliciar com a raspa do brigadeiro, ser feliz hoje pode até ser ver você serio imaginando como seria um sorriso largo nesta cara.
Sorria para mim… sorria por mim… sorria.
Quando renunciamo a coisas essenciais para a felicidade do outro não estamos sendo felizes e isso não vai ter um final feliz.
Felizes são aqueles que se dispõe a tal sentimento, a tal estado de espírito.
Ser feliz pode demorar, podemos cair, nos machucar, esperar cicatrizar para aprender primeiro a ser feliz, para depois fazer outra pessoa feliz.
Ser feliz pode ser estar só, mas pode não ser.
Felizes podem ser lembranças, saudades, mas pode ser o hoje e o amanhã.
Ser feliz pode ser voltar e reescrever uma história que talvez ainda não tenha ficado bem resolvida.
Ser feliz pode ser olhar a sua juventude e lembrar-se da minha.
Ser feliz pode!
Ser feliz deve!
Ser feliz é!

Viu, e dizem ainda por aí que eu não sou psicólogo!






Sobre o Autor: 

Hugo Salum  Marketeiro e escritor. Aquariano de corpo e alma ,curioso, autêntico e sincero (até demais). Quando escrevo, não tenho rodeios: coloco logo o que penso, de maneira clara, precisa, direta e transparente, sem deixar de fora do papel algumas pimentas&polêmicas (porque quanto mais quente, melhor!). Procuro estar sempre aberto às mudanças, pois a vida é feita de transformações, aprendizado e amadurecimento. Amo café, coleciono canecas, sou pai de três filhos lindos e maravilhosos (#paicorujasimsenhor). Estou sempre sorrindo e festejando, afinal amo viver e por isso acho que cada dia a mais neste mundo já é motivo para celebrar! Este sou eu, o Salum. (www.hugosalum.com.br).
      

Comentários:

#NoMeuConsultorio - 6 - Quando Você Se Sente Alivado É Sinal Do Coração De Que Fez e Disse O Que Sente, Sem Medo De Se Expor, Apenas... Vivendo

by junho 13, 2017

E há quem diga que eu não seja psicólogo vocês acreditam?
Pois é, nem eu.
________

        Salum, o que pensar quando acontece algo ruim, chato, que nos deixa magoado num relacionamento, mas que, mesmo depois de tentar resolver e ver que, como sempre, não vai chegar a nada, você se sente aliviado?

        É assim que ELE me indaga.

        Bom, você se sente aliviado ou ali viado?

        Sim, pois acredito que até exista uma correlação.

        Mas vamos lá.

        Sempre que acontece algo chato, triste ou que acontece uma mágoa, seja ela qual for, o diálogo, entre pessoas de bom-senso, ainda é o melhor remédio, desde que ambas vão desarmadas de orgulho, de receios e medos de admitir, pedir desculpa, voltar ou até refazer algo.

        A cada dia que passa percebo que as pessoas estão dando menos valor ao que se tem. Sempre me assustei com os casos de pessoas que precisam perder para dar valor. Nunca entendi isso, afinal, procuro valorizar o máximo a pessoa que tenho ao meu lado para que ela se sinta segura, amada e queira ficar comigo.


        Mas infelizmente não são todos assim. Alguns fazem até pouco caso do que recebem, do que tem, de carinho, atenção, cuidado, zelo, companhia. Chego a pensar que segurança demais deixa as pessoas assim, mas, por mais que tente, não sei fazer o jogo do gelo, de não fazer questão, de fingir que não estou nem aí, não sei viver pela metade. Ou é tudo, ou é tudo, porque quando canso… é nada. E como diria minha amiga Bia: Se não sabe brincar não desce pro play.

        Se relacionar não é fácil e as pessoas precisam estar DISPOSTAS a isso senão, nunca vai dar certo.

        Se você se sentiu aliviado é porque seu coração tem a certeza de que fez tudo, de que disse o que era preciso, que reclamou o que julga que foi falho, que demonstrou suas intenções e sentimentos, mas nem sempre quem ouve entende, pensa que pode ser um jogo, tempestade em copo d’agua ou, sei lá, até POSSE. Talvez se estas pessoas sofressem solidão entenderiam mais, e não desejo isso a ninguém, mas quem esta por aí sem NADA daria tudo para se ter alguém assim… PEGAJOSO, COM MANIA DE POSSE, QUE FIZESSE UMA TEMPESTADE POR QUERER VOCÊ PERTO, e quem tem… quase sempre não valoriza.



        Agora, se você se sentiu Ali Viado, aí abre o olho, porque você anda com as antenas enferrujadas, mas parece que elas começaram a acordar e captar alguma sintonia, rsrsrsrsrsrs…

        Se sentir aliviado depois de uma discussão ou desentendimento é bom, afinal, nós no nosso eu sabemos quando estamos com a razão e quando não estamos, sabemos quando estamos nos fazendo de vítima ou realmente estamos magoados e tristes, mas expor tudo isso de uma forma clara sem rodeios e medo de estar se expondo é ainda a melhor coisa, pois se um dia nada disso render frutos ou der certo você vai sair com a certeza de que fez tudo, que foi sincero, que não teve medo, que quis e tentou de tudo, mas, infelizmente para um relacionamento dar certo as duas partes precisam querer. Se isso acabar, saia de cabeça erguida e não olhe pra trás, pois fez tudo e o que passou não pode mais tomar seu tempo, gaste ele agora com o que vem pela frente.

        O passado só serve para recordar de coisas BOAS e não repetir os mesmos erros, quem tem arrependimentos nele… que pena, foi covarde, orgulhoso, indiferente com os momentos que a vida lhe proporcionou e não soube aproveitar.

        Ele encheu os olhos d’agua, correu uma lágrima e disse entre soluços: Fiz a coisa certa, luto pelo que quero e por mais doloroso que tem sido vou lutar ainda até não ter mais forças, para lá na frente como você mesmo disse não precisar olhar para trás e me arrepender de NÃO TER VIVIDO e desfrutado dos bons sentimentos que quiseram me dar.



        Vá dormir, aliviado e com esta certeza de que fez o que era possível.

        Assim estou… aliviado.

Viu, e dizem ainda por aí que eu não sou psicólogo!

__________


Leia também: 


Sou Eu O Teu… Tormento




Sobre o Autor: 

Hugo Salum  Marketeiro e escritor. Aquariano de corpo e alma ,curioso, autêntico e sincero (até demais). Quando escrevo, não tenho rodeios: coloco logo o que penso, de maneira clara, precisa, direta e transparente, sem deixar de fora do papel algumas pimentas&polêmicas (porque quanto mais quente, melhor!). Procuro estar sempre aberto às mudanças, pois a vida é feita de transformações, aprendizado e amadurecimento. Amo café, coleciono canecas, sou pai de três filhos lindos e maravilhosos (#paicorujasimsenhor). Estou sempre sorrindo e festejando, afinal amo viver e por isso acho que cada dia a mais neste mundo já é motivo para celebrar! Este sou eu, o Salum. (www.hugosalum.com.br).
      

Comentários:

About me

Papicher 2014©. Tecnologia do Blogger.