Featured

8/Leone Bravi/custom

Nos relacionamos procurando ao máximo não nos envolver

by setembro 20, 2017


Acontece. A gente se apaixona.


Não vou dizer que acontece de forma súbita. Em parte, pode até ser; mas esse estado depende muito de estarmos abertos para recebermos um grande amor em nossos corações.

Receber amor é um ato proporcional ao quanto você é capaz de amar, de dar amor. E como seres humanos, nascemos para amar. Não uma única vez e tampouco de uma única forma. Isso não caberia no enredo de “somos seres que nascemos para amar”


Uma grande questão, nos dias de hoje, é justamente o receio de se doar, de se expor, se mostrar vulnerável; de mostrar sentimentos. Fazemos tudo procurando ao máximo não nos envolverTentamos o nosso mais duro não nos apegar, porque ainda é, para muitos, difícil e assustador aprender a lidar com isso. 

Ter sexo com outro alguém, que pode ser qualquer um, se reduz em ato nada mais que biológico e instintivo e, eventualmente, em um ato de alto afirmação (principalmente por parte de muitos homens, que se vangloriam sobre o número de mulheres que obtêm) do que um despertar de sensações.  E como seres humanos, necessitamos mais do que isso. 

      Em um mundo onde a “normal”  é  determinado como  “manter  a  cabeça  fria”,  aonde   sexo  é  tão  gratuito e banal que a única forma de manter o nosso íntimo é aprender se relacionar sem se envolver

Atravessamos os anos "com os índices do divórcio cada vez mais altos, a crescente banalização do amor na literatura e na arte, e o fato de o sexo ser, para muita gente, cada vez mais acessível e desprovido de significado, o 'amor' tornou-se progressivamente difícil, senão uma completa ilusão." ¹

 O homem, em decorrência disso, recai, cada vez mais, em relacionamentos à base de cobranças, jogos de manipulações e dependências em virtude de sua carência não suprida em relações desprovidas de significado. 
       Agarramo-nos uns aos outros tentando nos persuadir de que é amor o que sentimos. Uma forma de apego prejudicial, afinal a carência nos faz enxergar amor aonde não existe. E isso não é sobre carência sexual.

       Na época dos nossos bisavós, procuravam-se o amor sem envolvimento com o sexo. O homem contemporâneo, hoje em dia, procura sexo sem amor. Dizemos “foda-se” como termo pejorativo, para demonstrar que o outro só vale para ser usado e depois atirado fora.

         Tanto que o que mais se vê em terapias é que "nenhuma mulher se queixa de inibições relativas a ir para a cama com tanta freqüência e com tantos parceiros quantos lhes agrade. Mas queixam-se é de insensibilidade e ausência de paixão." ²


Quando deixamos de lado esses papéis, abrimos nosso coração e eventualmente as possibilidades de dar e receber amor.



¹,² Rollo May em seu livro Eros e Repressão.


Janelas D' alma Eu Sou

by setembro 12, 2017

Janelas d' alma eu sou
Espirito leve soprou
Nos devaneios me levou
Em algum lugar me encontrou
De volta cá estou
No infinito dos seus olhos
Pessoas vão e vem
Seres alados também
Vejo neles sua alma
Livre, leve e calma
De pureza vasta
Sorria
Isto basta!!!


Sobre o Autor: 

Hugo Salum  Marketeiro e escritor. Aquariano de corpo e alma ,curioso, autêntico e sincero (até demais). Quando escrevo, não tenho rodeios: coloco logo o que penso, de maneira clara, precisa, direta e transparente, sem deixar de fora do papel algumas pimentas&polêmicas (porque quanto mais quente, melhor!). Procuro estar sempre aberto às mudanças, pois a vida é feita de transformações, aprendizado e amadurecimento. Amo café, coleciono canecas, sou pai de três filhos lindos e maravilhosos (#paicorujasimsenhor). Estou sempre sorrindo e festejando, afinal amo viver e por isso acho que cada dia a mais neste mundo já é motivo para celebrar! Este sou eu, o Salum. (www.hugosalum.com.br).
      

Comentários:

Quem estuda, se abre para o mundo. Quem não estuda, só vive para comer e dormir: só o enxerga o hoje

by setembro 12, 2017


Eu lamento que as pessoas acabem reduzindo estudo e conhecimento somente a dinheiro, a salário e a emprego. 

      A vida não é isso. A vida não são coisas ou status. A vida tem um significado muito maior. Acredito que a vida nos delega a finalidade de aprendermos coisas novas o tempo todo. Quem ainda não descobriu isso, vive com antolho (acessório que se coloca na cabeça de um cavalo para limitar sua visão e forçá-lo a olhar apenas para a frente, e não para os lados, evitando que se distraia) e essa pessoa só o enxerga o hoje: só vivem para comer, para assistir TV, para dormir, mexer no celular e falar sobre coisas que não agregam em nada. 

       Quem não estuda, vive assim. Vive na ignorância, na sombra; à mercê dos dias, do tempo; sem planos, acomodado. Quem tem conhecimento e gosta de estudar, de descobrir e desvendar o mundo; se abre para a vida. Não tem como mensurar o valor disso.

      Conhecimento é seu bem mais precioso e que ninguém pode tirar de você. É isso o que você vai levar consigo e que que vai ser muito útil. Isso é o que te faz ser realmente grande e não a sua conta bancária. 

     Você abre uma porta na sua mente que até então você desconhecia. Você passa a se entender, passa a entender o outro e o meio no qual você está inserido. Ninguém mais faz a sua cabeça porque você aprende a pensar.


      Vemos pessoas que muitas vezes estudam mas que eventualmente não têm um bom salário. Mas seguramente ela é dona de si. Esse é o verdadeiro ganho. Que é saber falar, se comunicar; ninguém mais faz a sua cabeça, porque você passa a ver tudo a partir do seu ponto de vista.

     Como se pode ver na imagem a seguir, os livros e os estudos dão a você uma melhor perspectiva. 

Hoje o conhecimento está ao alcance de quase todos.
Pega, quem quiser.


Um certo amigo veio até mim para me pedir uma sugestão de livro sobre aperfeiçoamento pessoal. Ele queria, mais especificamente, um livro que o ensinasse a falar bem. 

      Eu não acredito que será um livro ou uma lista de técnicas e fórmulas que o irão ensinar a falar bem. Francamente falando, para se falar bem, só há uma unica e eficiente forma: ler. E ler bastante. 


      Pessoas que falam bem, que sabem se expressar, sabem falar o que pensam; elas possuem o habito de ler. É uma mudança interna, é uma "reprogramação" no cérebro que qualquer ser humano é capaz de desenvolver senão através do hábito, e que não temos como mensurar a recompensa. Aí se encontra o poder do hábito de estudar


Bons hábitos corroboram para uma vida mais eficiente, enquanto que maus hábitos, te empurram para baixo.

      E o hábito de ler consiste básica e diretamente em você despertar a sede e o gosto por aprender coisas novas

      Os livros estão aí para compartilhar conhecimento, nos ensinar sobre qualquer coisa. Afinal, nós não nascemos sabendo de tudo e por isso é sempre bom aprendermos coisas novas com os outros para equipararmos com nossa opinião e assim desenvolver nosso discernimento ou até mesmo criar algo novo na fusão dessas ideias.

      Então, a minha dica é: procure despertar o desejo em aprender. Isso vai dar todo o sentido para a sua vida. 

      Se surgir um assunto que lhe interessa, pesquise. Como dica, são os de humanas. Leia livros de geógrafos, de psicólogos, ou de historiadores. Procure conhecer mais sobre ouras cultura, sobre as pessoas. Se abra para conhecer o mundo. Vivemos em um mundo tão rico, que tal começar conhecendo mais sobre ele?




      Estudando, você passa a desenvolver ideias para discutir, conhece nossas pessoas, tem assuntos na ponta da língua.  E quanto melhor você se torna como pessoa, melhores coisas você atrai para a sua vida: pessoas, oportunidades, situações. 


      E tudo isso não tem nada a  ver com dinheiro, com emprego, com roupa. Porque a vida não é isso. 

      Está tudo bem. Eu não o culpo (o meu amigo) por me pedir isso. Ninguém nasce sabendo de tudo como já disse, e querer buscar mudar é sempre algo positivo.

      É normal, no entanto, as pessoas quererem tudo já mastigado e rapidamente recorrerem à fórmulas prontas para questões que independem de fórmulas por serem se tratarem de questões mais profundas. 


      É comum vermos conteúdos na internet do tipo "10 passos para conquistar uma mulher", ou "10 passos para ser mais eficiente  no trabalho", ou até mesmo "10 passos ser mais feliz" repletos de dicas. O que não te contam é como manter a mulher interessada à longo prazo ou como se sobressair do trabalho sem que seja algo massante. 

      Aliás, fórmulas podem se dar muito bem com , por exemplo, o ensinar a montar uma máquina ou resolver uma equação. Mas se tratando de comportamento e os nossos eventuais esquemas da vida, aí isso requer uma resolução bem mais profunda que não tem nada a ver com fórmulas técnicas
      
      Elas té funcionam a curto prazo. Mas vivência e comportamento não se enquadra em formulas. E esse é um dos motivos pelos quais viver é uma experiência maravilhosa. 

      Não adianta, por exemplo, você saber como as pessoas educadas se comportam, imitar elas, e você continuar não sendo educado e apenas fingir ser. Uma hora cansa, porque você não está sendo você mesmo. Primeiro se eduque. Para isso, é requerido uma transformação mais profunda que tem mais a ver com os hábitos. E como adquiri-los sem mudar outros hábitos prejudiciais ou sem utilidade?

     É muito fácil fingir ou imitar algo. Mas, em casos como esses, você deve atentar-se QUE a solução e o começo de tudo isso começa em segundo plano, com hábitos; com personalidade; com traços que precisam ser adquiridos. E isso demanda tempo e não em 10 minutos de vídeo ou em um livro de 30 páginas repleto de técnicas, como eu já vi pessoas lendo por aí. No caminho mais rápido, o fracasso é praticamente certo.


RESPOSTAS: Simples, porém erradas, à esquerda. Complexas, mas certas, à direita.



Sobre o Autor: 

Leone Bravi  23 anos. Idealizador do blog Papicher. Leonino. De tudo que tenho na minha vida; viajar, amigos e livros são minhas paixões! Mais do que isso, divulgar  tudo o que eu tenho aprendido. Apaixonado pela vida. I make myself.

        

Comentários:

Talvez Eu Só Queira O Cuidado De Alguém, Na Verdade, Não Sei Bem O Que Quero

by setembro 10, 2017



Talvez eu só queira o cuidado de alguém. Na verdade, não sei bem o que quero.
Ou quem sabe só queira ser o que você procura.
Sexo?
Um alter-ego?
Alguém? Simplesmente alguém?
Muito confuso, pois, já não sei mais quem sou e quem é você.
Tintas vermelhas se entrelaçam neste trampolim onde tudo, tudo que é belo tem o seu lado trágico, vejam só…
Lúcifer era o mais belo dos anjos, e as flores? Tão belas para… morrerem.
Tem tons de azul e laranja que circulam um grande espelho preto.
Vagueio para um lado e outro sem me entender mais, já me tornei algo seu.
Algo de apenas prazer sexual e deixei o que havia de puro, a minha inocência lá… bem atrás quando me encantei.
Os sonhos nem sonhos são mais… pesadelos.
Tenho saudades, do barulho que você fazia ao acordar a noite, da chave na fechadura até da sua irritante mania de dizer que… amava-me.
Saúde e abrimos mais uma garrafa de champanhe, me rasga e deixa o meu sangue moldar a sua tela, quero apenas noites de submissão, de prazer, gozo e euforia nada, nada mais.
As meias espalhadas ainda fazem falta, a toalha molhada pendurada…
Não venha repetir que me ama, isso é coisa de cartazes de propaganda, de dias comerciais.
A tinta veludo se espalha rápido pela sala, toma conta do teto, das paredes e do chão, só o brilho anil dos seus olhos me foca na escuridão.
George… mais uma foto, uma grande inspiração que não deu certo e que… depois de terminada vai pro lixo.
Tim, Tim.



Sobre o Autor: 

Hugo Salum  Marketeiro e escritor. Aquariano de corpo e alma ,curioso, autêntico e sincero (até demais). Quando escrevo, não tenho rodeios: coloco logo o que penso, de maneira clara, precisa, direta e transparente, sem deixar de fora do papel algumas pimentas&polêmicas (porque quanto mais quente, melhor!). Procuro estar sempre aberto às mudanças, pois a vida é feita de transformações, aprendizado e amadurecimento. Amo café, coleciono canecas, sou pai de três filhos lindos e maravilhosos (#paicorujasimsenhor). Estou sempre sorrindo e festejando, afinal amo viver e por isso acho que cada dia a mais neste mundo já é motivo para celebrar! Este sou eu, o Salum. (www.hugosalum.com.br).
      

Comentários:

Filhos Não Vem Com Manual, E Como Saber Se Estamos Fazendo O Certo?

by setembro 05, 2017

       Percebi hoje, aos 46 anos, o problema que dar uma opinião pode causar, sim, e pode ser problema por anos. Podem te julgar e te questionar silenciosamente. E as pessoas fazem isso, elas preferem te julgar ao chegar a você e perguntar o que quis dizer com aquilo, se é assim mesmo que pensa ou o porquê de ter dito?
       Há muito anos, logo que minha primeira filha nasceu, eu disse uma vez que criaria meus filhos para o mundo e disse isso várias vezes, repeti após os outros dois nascerem também, e do meu jeito tenho tentado fazer isso.
       Mas, o que é criar o filho para o mundo? Abandonar? Nunca.
Quando disse isso não tinha ideia de quantas mudanças a minha vida poderia dar. Quando disse isso a acredito que a minha ex seguiu a mesma linha, quis dizer que não pouparia eles de muitas coisas que vejo os pais poupando, que ia mostrar como o mundo é.
       Sem nunca abandonar e ajudando-os sempre que pude em todos os assuntos segui com este lema, ou esta cruz que acabou me crucificando, mas que fique claro que criar os filhos para o mundo não quer dizer abandonar, quer dizer apoiar sempre, deixar claro que as coisas não são como parecem ou nos mostram, que a verdade circula entre nós, mas nós preferimos não ver, afinal a ilusão é mais saborosa.
       Quando disse criar os filhos para o mundo quis dizer que as pessoas tem o livre arbítrio para fazerem e estarem com quem quiser e isso, é só um problema delas, que o que mais importa não é o que elas têm entre as pernas, o que vestem, o saldo de suas contas ou que rótulos pregaram nas costas delas, mas, sim qual a essência dela para com ela e com as outras pessoas. E que mundo hein, depois de algum tempo eu me assumi “gay”, talvez por criarmos eles, para o mundo, eles tiraram isso de letra e não tem preconceitos nem comigo nem com ninguém.
       Criar os filhos para o mundo é deixar claro que bom dia, obrigado e, por favor, são direcionados a qualquer pessoa, seja ela a faxineira do mercado ou o dono e que isso só vai fazer com que as pessoas tenham admiração por você, que isso não te deixa menor ou menos importante.
Para o mundo, talvez este pedaço da frase me fizesse ser mal interpretado, mas, vivemos aonde? Para quem? E já que ele é tão cruel preferi preparar os meus para que possam sobreviver da melhor maneira.
       Sempre disse que a única e verdadeira amiga das minhas filhas seria a sua mãe, isso é proteger, pois, já vi muitas meninas preferirem uma “amiga” e depois quando entra um… “pau”, no assunto vem a grande decepção, e elas ainda dizem: “Fulana era minha amiga”. A meu ver, isso é proteção, é criar os filhos para o mundo.
       Aos 21 uma e 18 outra, minhas filhas já optaram com consciência, fazer tatuagens e não ficaram se importando com os outros, foi uma escolha delas, e o caçula aos 15, já usa alargador, e vocês podem estar dizendo: “ah! mas isso hoje em dia é normal”. Normal pode até ser, mas e aguentar as gozações? Ou melhor, agora isso é “booling”, enfim precisam ter personalidade para se bancarem com algumas escolhas que até fogem dos padrões hipócritas da sociedade machista que vivemos.
       Quando digo criar para o mundo é dar a liberdade de escolher sem apelar aos sentimentos, separado a mais de 10 anos nunca exigi que estivessem comigo em datas comerciais, ops, especiais, sempre dei a liberdade e disse: “quero que façam o que quiserem”, se não quiserem estar comigo ou ir comigo (para casa dos avós) não tem problema, fico feliz se vocês estiverem escolhendo o que querem e que estejam felizes, já vi tanta criança e adolescente com aquela cara de cu nos lugares com os pais porque estão ali obrigados, quanto ao tempo juntos, é melhor pouco tempo, mas aproveitado plenamente do que todo dia e mal aproveitado, claro que eles sabem a importância da família, mas isso não quer dizer que precisam estar juntos todos os dias, afinal quantas pessoas existem separadas de suas famílias e nem sempre quem esta mais perto é o melhor, afinal eu mesmo tenho amigos verdadeiros de mais de 40 anos e não estão juntos de mim todo dia, nem todo mês e nem todo ano, então, criar filhos para o mundo quer dizer que os laços criados com outras pessoas, se forem verdadeiros e fortes nem o tempo desfaz e isso é importante, amigos e familiares de festas, de bares, de almoços todos temos, mas destes quem realmente vai te defender com unhas e dentes independente de quem ou como você seja?
       Quando disse criar os filhos para o mundo nunca pensei em ABANDONO, nem em apoiar coisas erradas, mas sim por mais que errem não desistir e sempre estar por perto, sei que por mais que algumas vezes dizemos que isso ou aquilo vai dar merda ou que é errado eles insistem, mas não sei o que se passa do outro lado e não vou comparar eles porque cada um é cada um e assim como o caçula pode ter uma opinião formada e de personalidade sobre uma roupa a mais velha pode ainda experimentar um ou quinze looks e não saber o que vestir, e isso é errado? Tudo bem que é um saco, hahahahahaha..., mas é ela, uma hora ela vai chegar ao ponto de apenas escolher a que ela quer e PHODA-SE os outros, e assim é o ser humano, alguns aprendem mais cedo, alguns são mais legais, educados, enfim, somos muito diferentes e quão difícil é aceitar isso, como sei.
       Quando digo e defendo criar os filhos para o mundo não estou justificando meus erros, afinal acredito que talvez mesmo sem saber meus pais criaram eu e meus irmãos assim, e como minha mãe diz: “filhos depois que nascem, só mudam os tipos de problemas”. Hoje a entendo, pois, os tenho e ela continua cuidando como eu também.
       Criar os filhos para o mundo não é abandonar é realmente abrir os olhos deles e mostrar que tem muitas coisas belas, mas também muita injustiça, diferença, armadilhas e que as pessoas não são sempre boazinhas.


Sobre o Autor: 

Hugo Salum  Marketeiro e escritor. Aquariano de corpo e alma ,curioso, autêntico e sincero (até demais). Quando escrevo, não tenho rodeios: coloco logo o que penso, de maneira clara, precisa, direta e transparente, sem deixar de fora do papel algumas pimentas&polêmicas (porque quanto mais quente, melhor!). Procuro estar sempre aberto às mudanças, pois a vida é feita de transformações, aprendizado e amadurecimento. Amo café, coleciono canecas, sou pai de três filhos lindos e maravilhosos (#paicorujasimsenhor). Estou sempre sorrindo e festejando, afinal amo viver e por isso acho que cada dia a mais neste mundo já é motivo para celebrar! Este sou eu, o Salum. (www.hugosalum.com.br).
      

Comentários:

10 Hábitos De Casais Felizes

by setembro 03, 2017





10 Hábitos De Casais Felizes. Li isso em algum site, mas existe fórmula para as pessoas serem felizes? Principalmente quando formam um casal? Afinal, ESTAR COM ALGUÉM, é uma “empresa” bem complicada de administrar, implica em ceder, em reaprender, abrir mão de algumas coisas, agregar outras, mas, podemos viver só? Você não sei, mas eu? De jeito nenhum.
Comentei cada hábito, DO MEU JEITO.

  1. Ande de mãos dadas.
Andar de mãos dadas é uma forma simples e clara de deixar claro que não quero ninguém à minha frente ou atrás de mim, quero ao meu lado... sempre.

  1. Diga "Eu te amo" e "Tenha um bom dia", todos os dias.
Como não se ter um bom dia quando a pessoa que nos ama E QUE AMAMOS nos deseja um bom dia e ainda diz que nos ama? E porque isso não pode ser recíproco?


  1. Vá para cama no mesmo horário.
Confesso que algumas vezes não fiz isso, E AINDA NÃO FAÇO, mas tem coisa melhor que aquela “namorada(o) NA CAMA” até o sono chegar?

  1. Não vá para cama sem um beijinho de boa noite, independente de como você se sinta.
E aí quando o sono chega, não interessa se brigaram, se o dia foi estressante, de aquela virada, um beijinho e deseje boa noite meu amor.



  1. Cultive interesses em comum.
Nem sempre os desejos são comuns, mas porque não se adaptar? Hoje não gosto disso, mas posso passar a gostar desde que esteja fazendo com você.

  1. Foque nos acertos do parceiro e nas coisas boas da relação.
Acho que a grande maioria de nós faz isso ao inverso, mas... só acertamos? Não, então valorizar o que existe de bom nos dá força para continuar e construir a cada dia um relacionamento mais sólido e mútuo.

  1. Ligue para dar uma checada durante o dia.
Algumas pessoas confundem isso com policiamento, mas já parou que pode ser apenas um: "deu saudade de você.”.

  1. Confie e perdoe.
Sei que não é fácil, mas a confiança precisa ser cega, ela precisa existir dentro da sua cabeça e a partir disso viver o que escolheu senão nunca vai dar certo, pois ela não sendo cega vai criar nóias, desconfianças e você vai enxergar coisas que não existem, e com o tempo ela vai acabar com seu relacionamento e só depois você pode enxergar que jogou tudo fora por não confiar, tenha sempre a mente tranquila baseado na confiança que você passa ao outro, você só pode ser responsável pela sua fidelidade não pela do outro.


  1. Se abracem na hora que se encontram.
O abraço, aquela troca deliciosa de energia, os corações juntos batendo.

  1. Tenha orgulho de estar com que você está.
Se estiver com alguém de que não se orgulhe pela pessoa como ela é, desista, nunca vai dar certo. Você tem que se sentir o dono do mundo quando estiver com esta pessoa.


Sobre o Autor: 

Hugo Salum  Marketeiro e escritor. Aquariano de corpo e alma ,curioso, autêntico e sincero (até demais). Quando escrevo, não tenho rodeios: coloco logo o que penso, de maneira clara, precisa, direta e transparente, sem deixar de fora do papel algumas pimentas&polêmicas (porque quanto mais quente, melhor!). Procuro estar sempre aberto às mudanças, pois a vida é feita de transformações, aprendizado e amadurecimento. Amo café, coleciono canecas, sou pai de três filhos lindos e maravilhosos (#paicorujasimsenhor). Estou sempre sorrindo e festejando, afinal amo viver e por isso acho que cada dia a mais neste mundo já é motivo para celebrar! Este sou eu, o Salum. (www.hugosalum.com.br).
      

Comentários:

About me

Papicher 2014©. Tecnologia do Blogger.